+351 965 162 497 geral@rocktape.pt
3 Exercícios para as 3 lesões mais comuns laborais dos escritórios que podem realizar no trabalho!

3 Exercícios para as 3 lesões mais comuns laborais dos escritórios que podem realizar no trabalho!

Lesão laboral no escritório. Quando  ouve falar em “acidentes de trabalho”, pode pensar em cair das escadas ou queimar-se depois de deixar cair em cima de si uma chávena de café quente. Se trabalha no escritório, deve saber que estes não são os ferimentos reais no local de trabalho sofridos por trabalhadores de escritório. Os reais são aqueles que ocorrem devido a posições mantidas na secretaria por um período prolongado de tempo, bem como movimentos repetitivos, como escrever no computador. Então, o que pode fazer para evitar que esses desconfortos aliviem ou que desapareçam completamente? Aqui estão 3 exercícios para as lesão laborar no escritório mais comuns que pode fazer em casa!   Dor no cotovelo e antebraço (epicondilite lateral) Epicondilite lateral: Inflamação na inserção de tendões extensores devido ao uso excessivo repetitivo destes. Causas possíveis: Movimentos repetitivos dos dedos e punhos. Excesso de esforço. Uso do teclado. Enviar mensagens. Exercício: Alongamento da Musculatura Extensora / Antebraço Coloque as costas da mão em uma superfície plana (cadeira ou mesa). Empurre o pulso para a superfície. Mantenha a posição por 30 segundos, repita 2-5 vezes ao dia.   Dor no Pescoço e Ombros Sobrecarga nas Fibras do Trapézio Superior O trapézio é um músculo grande localizado nas costas e dividido em 3 porções com fibras diferentes, dependendo da ação que executam. É dividido em: Fibras Superior, Média e Inferior. As Fibras Superiores estão localizadas mais perto do pescoço e geralmente têm muita tensão em pessoas trabalhos de secretária. Isso pode levar ao desenvolvimento de pontos-gatilho no músculo, que podem se referir à dor em outras áreas do corpo. Causas possíveis: Mesa...
Top 5 de Aplicações para ciclistas

Top 5 de Aplicações para ciclistas

Há uma razão pela qual ciclistas de elite têm usado a as tapes neuromusculares durante a última década, se és um daqueles que fazem muitos kms em cima da tua bicicleta então deverias testar. Obviamente, o RockTape não irá ajudar a evitar uma lesão na cabeça, por isso certifique-se estar sempre com o capacete e faça a revisão á sua bicicleta periodicamente para poder retirar o máximo de potencialidade dela. Para lesões músculo-esqueléticas que possam aparecer, o RockTape pode ser seu melhor aliado! Vamos dar uma olhada ás 5 principais aplicações que um ciclista pode ter: 1. Dor no joelho: a dor no joelho pode ser devido a muitos fatores na sua bicicleta, pedais, travessas e cleats spd, o comprimento do crank ou a sua posição no selim. Uma vez a dor iniciar, pode ser difícil de gerir, por isso, enquanto estiveres a  preparar a bicicleta podes usar RockTape durante a recuperação e uma corrida para ajudar a manter os joelhos saudáveis ​​e sem dor. Esta aplicação padrão funciona perfeitamente  para dor ao redor da linha articular e abaixo da rótula. Esta aplicação de tape funciona tão bem e é tão fácil que pode ser colocada antes da corrida. Outra área que geralmente causa dor é a área lateral do joelho, que vem da banda iliotibial que vai do quadril até o joelho, e aqui você tem uma ótima aplicação para essa área. 2. Dor lombar: destinada a ciclistas de estrada e triatletas (os praticantes de mountain bike também não são imunes!), A posição na bicicleta pode causar muita tensão na região lombar. Há muitas maneiras de colocar a fita na parte...
RockFloss – Mais do que apenas uma ferramenta de mobilidade.

RockFloss – Mais do que apenas uma ferramenta de mobilidade.

A compressão como parte do tratamento tem sido usada regularmente há milhares de anos, mas o RockFloss só está mais presente nestes últimos anos. Atualmente, todos os atletas nas varias vertentes desportivas usam elásticos de látex para aquecer e melhorar a amplitude de movimento antes do treino e durante as sessões de reabilitação, sob a supervisão de profissionais de saúde.   O conceito parece bastante simples; Coloque a faixa ao redor da articulação ou membro, com pressão moderada e firme, e depois adicione movimento. Não há nada de errado com isso, mas gostamos de usar metáforas para tornar as coisas mais visíveis. Imagine que temos um Ferrari e só usamos a primeira mudança, é uma perda total de potencial.   O mesmo acontece quando usamos uma RockFloss de uma maneira simples.   O que mais podemos fazer com o RockFloss?   Neste artigo vamos tentar dar algumas ideias para aumentar o uso das Rockfloss, não só para atletas, mas também para profissionais de saúde.   A maioria de nós já lidou com lesões no passado, elas produzem mudanças mecânicas nos tecidos, mas também modificam nossa perceção e nos levam a ter medo e evitar certos movimentos. O resultado pode ser uma perda de desempenho, amplitude de movimento e compensação.   É aqui que o RockFloss entra em jogo.   Uma aplicação com o RockFloss pode ajudar a criar uma nova consciência da área lesionada, como uma mão gigante que leva o nosso cérebro àquela área específica.   “Olá, olá cérebro: concentra-te nessa parte.”   O que está por trás disso tudo? A resposta está na pele. Quando estamos feridos,...
Show Buttons
Hide Buttons